Decision na Mídia

A novidade está sendo construída em complemento ao eSocial

A Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária Substituída (EFD-Reinf) é o mais recente módulo do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) – instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007. A novidade está sendo construída em complemento ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) e contempla todas as retenções do contribuinte sem relação com o trabalho, bem como as informações sobre a receita bruta para a apuração das contribuições previdenciárias substituídas. A nova escrituração substituirá as informações contidas em outras obrigações

É senso comum que experiências negativas deixam apenas más lembranças. Digo isso baseado nas informações postadas diariamente no blog www.mauronegruni.com.br, que aborda o ambiente do SPED – Sistema Público de Escrituração Digital. São várias críticas sobre pequenas falhas ou comportamentos inesperados dos sistemas.

As reclamações quanto à implantação do Portal do Empregador Doméstico - prefiro chamá-lo dessa forma para dissociá-lo do eSocial - são justificáveis. Não se trata apenas de um sistema que fora disponibilizado sem todas as funções previstas. Foi além. Os erros apresentados impediram o contribuinte de completar o cumprimento da obrigação. Tanto foi assim que prazos tiveram de ser alterados.